Pessoas inspiradoras

10
Atol das rocas 

   Maurizélia de Brito Silva, filha e neta de funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), demorou para encontrar sua vocação em sua vida. Após algum tempo, descobriu que sua paixão era uma ilha localizada a 26 horas de barco de Natal, no Rio Grande do Norte.

   Hoje já se vão 15 anos de dedicação à preservação da Reserva Biológica do Atol das Rocas. Faz parte de seu trabalho a identificação de novas espécies e a organização de novos voluntários para fazer cumprir a proibição da pesca na região ou alguns episódios como a época de desova das lagostas.

   Ao longo de seu trabalho procurou construir relacionamentos que garantissem a continuidade da preservação da espécie, tendo sempre pessoas de confiança que pudessem alertá-la caso houvessem ocorrências como pesca ilegal.


Créditos: Prêmio Trip Transformadores.

 

credito revistatrip
Sociedade do sol 

  O engenheiro eletricista Augustin Woeltz liderou e capitaneou o Aquecedor Solar de Baixo Custo, uma solução desenvolvida no Brasil e disseminada internacionalmente por um grupo de inventores com o objetivo de oferecer aquecimento através de uma fonte inesgotável de energia: o Sol.

   Flexível para uso em diversos tipos de espaço, a solução tem capacidade para substituição dos aquecedores de água, possibilitando a economia de energia equivalente à capacidade instalada de Itaipu. O projeto, com potencial de transformação social ao empoderar famílias na montagem e instalação de sua fonte de água quente, atualmente aquece o banho de mais de mil pessoas no país.

   O sucesso do Aquecedor Solar foi tão grande que o projeto deu origem a outras iniciativas e hoje o grupo também ensina a construir equipamentos para reuso de água e fornos solares. 


Créditos: Prêmio Trip Transformadores

 

credito revista trip
Herança indígena 

   O escritor e ambientalista Kaká Werá Jecupé, de 47 anos, é um índio de origem tapuia que nasceu em São Paulo, para onde seus pais migraram, provenientes do interior de Minas Gerais. Há mais de 20 anos dirige o Instituto Arapoty, organização que difunde os valores indígenas.

   Apoiado pelo Ministério da Cultura, a organização tem como objetivo transformar jovens de Itapecerica da Serra em agentes culturais. Com sua sabedoria ancestral, Kaká leva seu conhecimento a aldeias, auditórios e regiões dificilmente visitadas.

   Autor dos livros A Terra dos Mil Povos - História Indígena do Brasil Contada por um Índio e As Fabulosas Fábulas de Iauaretê (Editora Peirópolis), Kaká afirma que sua experiência de vida permite a promoção do intercâmbio entre brancos e índios. 


Créditos: Prêmio Trip Transformadores.

  

ryan africa-alterado
Água para todos

  Ryan Hreljac, hoje com 23 anos, nasceu no Canadá e conheceu aos 6 anos de idade a situação das crianças na África. Na época ficou comovido e pediu ajuda a seus familiares e amigos para conseguir uma mesada e custear a construção de poços.

  Depois de alguns anos, Ryan arrecadou 2 mil dólares e doou este valor à WaterCan para perfuração de seu poço em Uganda, em janeiro de 1999. Começava ali um trabalho humanitário que não parou mais e cresce até hoje. Em 2000 ele conseguiu viajar para conhecer de perto o povoado que recebeu sua doação e foi recebido com muita festa. Hoje ele tem sua própria fundação, que conseguiu levar mais de 400 poços à África e ensina os nativos a cuidar de seus recursos.


Créditos: WaterCan | Ryan's Well Foundation.