Posts

Paraná terá primeira refinaria de biometano com resíduos da suinocultura

O Paraná vai ter a primeira refinaria de combustível 100% renovável com operação de a partir de resíduos da suinocultura do Brasil. A planta está sendo construída em Toledo, no oeste do estado.

O Brasil possui seis plantas de biometano autorizadas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), e nenhuma utiliza resíduos da suinocultura.

O biometano pode ser usado para mover veículos, assim como o GNV, também pode ser usado na indústria e nas residências, para fogão, aquecimento, etc.

O Grupo Rejaile anunciou, em novembro deste ano, o investimento de R$ 50 milhões na produção de biometano.

A previsão é de que a planta comece a operar em 2026 e tenha uma produção de 3 milhões de m³ de biometano por ano. O diretor do grupo, Jefferson Rejaile, explica a importância do projeto.

 

Paraná Biometano Resíduos

O Paraná é o segundo estado com maior produção nacional de carne de porco. Esse é um dos motivos que levou o grupo a escolher a suinocultura para este projeto inicial.

Em suma a distribuição do gás natural fóssil,no estado, é por meio de um gasoduto, distribuído pela Compagás (Companhia Paranaense de Gás). Porém, este gasoduto passa a 450 km de Toledo. Jeferson explica que a planta vai adiantar a oferta de gás natural para a região oeste.

Então o projeto Corredor Azul foi lançado em 2020 pela Compagas. A partir da planta de Toledo, será possível a distribuição de gás natural renovável para os postos de Toledo e Cascavel no oeste do Paraná.

 

Créditos da matéria: https://saneamentobasico.com.br/

Créditos de imagem: Imagem reprodução Cliclo Vivo

Confira a matéria na íntegra